Home Mundo Variante Ômicron apareceu na Holanda antes de voos da África do Sul

Variante Ômicron apareceu na Holanda antes de voos da África do Sul

por Da Redacao

Nova cepa foi detectada em amostras colhidas em 19 e 23 de novembro; não se sabe se pacientes visitaram o continente africanoA variante Ômicron do coronavírus foi detectada na Holanda antes de dois voos chegarem da África do Sul na semana passada trazendo o vírus, disseram autoridades de saúde holandesas nesta terça-feira (30). Pelo menos 14 pessoas em voos de Joanesburgo e da Cidade do Cabo chegaram ao aeroporto de Schiphol, em Amsterdã, em 26 de novembro carregando a nova variante, disse o Instituto Nacional de Saúde Pública da Holanda (RIVM). “Encontramos a variante Ômicron do coronavírus em duas amostras de teste que foram coletadas em 19 e 23 de novembro”, disse o instituto. “Não está claro ainda se essas pessoas visitaram o sul da África.” O primeiro caso de Covid-19 pela variante Ômicron foi confirmado em uma amostra coletada em 9 de novembro de 2021, de acordo com a OMS. A África do Sul relatou a cepa à OMS pela primeira vez no dia 24 de novembro. A descoberta da Ômicron gerou preocupações em todo o mundo sobre a possibilidade de resistência da cepa às vacinas e um prolongamento da pandemia de Covid-19, que já dura quase dois anos.

A variante Ômicron do coronavírus foi detectada na Holanda antes de dois voos chegarem da África do Sul na semana passada trazendo o vírus, disseram autoridades de saúde holandesas nesta terça-feira (30).

Pelo menos 14 pessoas em voos de Joanesburgo e da Cidade do Cabo chegaram ao aeroporto de Schiphol, em Amsterdã, em 26 de novembro carregando a nova variante, disse o Instituto Nacional de Saúde Pública da Holanda (RIVM).

“Encontramos a variante Ômicron do coronavírus em duas amostras de teste que foram coletadas em 19 e 23 de novembro”, disse o instituto. “Não está claro ainda se essas pessoas visitaram o sul da África.”

primeiro caso de Covid-19 pela variante Ômicron foi confirmado em uma amostra coletada em 9 de novembro de 2021, de acordo com a OMS. A África do Sul relatou a cepa à OMS pela primeira vez no dia 24 de novembro.

A descoberta da Ômicron gerou preocupações em todo o mundo sobre a possibilidade de resistência da cepa às vacinas e um prolongamento da pandemia de Covid-19, que já dura quase dois anos.

Cerca de 61 dos mais de 600 passageiros nos voos da África do Sul testaram positivo para o coronavírus e entraram em quarentena depois de chegar na sexta-feira passada.

Autoridades holandesas também estão tentando entrar em contato e testar cerca de 5 mil outros passageiros que chegaram de viagem da África do Sul, Botswana, Eswatini, Lesoto, Moçambique, Namíbia ou Zimbábue.

Na Holanda, medidas mais duras de combate à Covid-19 entraram em vigor no domingo para conter as taxas de infecções diárias em patamar recorde de mais de 20 mil e aliviar a pressão sobre os hospitais.

Fonte: CNN Brasil

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário você concorda com o armazenamento e manuseio de seus dados por este site.

Você pode gostar

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia Mais